junho 21, 2011

Sou menina para...

...ficar histérica logo pela manhã, assim que vejo uma aranha gigante e preta na parede da minha casa-de-banho.
Eu sei que moro no campo, rodeada de árvores, de um ribeiro e mesmo no meio da serra de Sintra mas, será que este bichos a modos que enormes não podem ficar na rua? sim, eles no lado de fora e eu no de dentro. Ainda se for um arranhuço, um bichinho de conta, umas formiguitas, eu tolero mas não consigo mesmo habituar-me a estes bichos feios. Por isso grito e acordo o João, que em vez de matar a aranha gigante, preta, peluda e feia, ainda diz: coitada, ela come as moscas e salva-a de mim, dos meus gritos e põe-a em liberdade.

5 comentários:

Naná disse...

Tanita, deixa o G. faz o mesmo comigo... enxota-as e faz o mesmo às osgas, que eu detesto, porque acho nojentas!
Ele a mim só me salva das baratonas (entrou uma vez uma em nossa casa... era enorme!) e das centopeias, que essas sim são super perigosas!

Nokas* disse...

Minha querida bem vinda ao clube. Eu tenho pavor a aranhas, e então essas gordinhas e peludas são animais para me deixar num estado de gritaria total. O meu namorado ou o meu pai são sempre a minha salvação e é por eles que chamo (bem alto) quando encontro alguma. Quando eles não estão, não tenho outro remédio a não ser ir buscar o aspirador!

Tanita disse...

Naná,
Um dia destes tinha junto ao meu carro uma osga e sabes o que disse o meu marido? que era lida, amarela e preta, quase uma raridade.
Fugui a sete pés e nem tirei as compras do carro!

Tanita disse...

Nokas,
com o aspirador? e depois elas não ficam vivas lá dentro e a fazer ninho?? errrrrrrrr

Art And Life disse...

Também não gosto nada desses bichos, gosto deles bem longe de mim.
Cá em Espanha com o calor e em casas baixas costuma-se ter a visita das cucarachas. A primeira empresa onde trabalhei por estes lados tinha esse problema e elas costumavam estar exactamente em cima da sanita. Normalmente o meu boss (depois dos meus gritos) vinha ajudar a tirar de lá os bichos.