novembro 16, 2012

Famos falar do Natal


Nunca fui uma pessoa muito dada às festividades natalícias.
Mas desde o primeiro Natal do meu filho, as coisas começaram a ser diferentes.
Não é que esteja a morrer de amores por esta época, mas o que sempre disseram faz agora todo os sentido: O Natal é das crianças.
E como é bom vê-lo entusiasmado com os Pai Natal que já por aí se começam a ver, com a ideia de irmos fazer uma carta ao Pai Natal e como já nos disse o que queria: um "xicleta", uma "música pequenina" leia-se viola e um skate :)

Em nossa casa, sempre tivemos apenas uns imans de frigorifico que nos lembrava em que época estávamos, em 2010 e 2011 tivemos uma árvore um tanto ao quando arrojada, feita com uma sepa pintada de branco, umas bolas e luzes também brancas.
Mas este ano quero que seja diferente. Quero uma árvore à séria. Um pinheiro artificial grande, com bolas lindas e luzes a piscar.
Quero que a magia do natal invada a minha casa e as nossas almas.
Quero que tenha o cheiro de outros tempos e que seja celebrada a época em si.

Estamos em crise? então façamos juz a isso e vamos dar o que de melhor temos: a nossa companhia, afectos e reuniar a familia à volta da mesa.

Queremos dar um presente, um mimo às pessoas que nos são mais importantes? então façamos nós mesmos.  Este ano quero fazer, quero aventurar-me e mesmo sem muito jeito quero pensar em alguma coisa, nem que seja apenas personalizar os postais de Natal que faço questão de enviar por correio, como sempre o fiz afinal ainda gosto alguma coisa do Natal.

Mas  melhor do que a C*inderela escreveu sobre o que desejo, não consigo.

Queria pedir-vos apenas algumas sugestões para presente home made.

Coisas simples, que não requiram muita habilidade com as mãos e que possamos dar aos outros, um miminho simples mas tão nosso.

15 comentários:

Ovelha Flor Guerreira disse...

Eu ainda não decidi a quem vou dar, mas tinha imensos novelos de lâ que comprei o ano passado para fazer cachecois e luvas para as minhas filhas e já estou a trabalhar nela...para oferecer!

Benedita disse...

Que giro. Hoje lá em casa também escrevi sobre o Natal...
Como o meu jeito para a bricolage é zero, não sei que sugestões serão acessíveis, mas talvez possas fazer umas bases para chávenas de chá ou prar copos recortando o feltro e colando, sobrepondo, figuras. O manel ía adorar ajudar-te! :)
Beijos e bom fim-de-semana.

carla disse...

O ano passado dei compotas feitas por mim, há dois anos cachecóis de lãs quentinhas. Coisas fáceis, fáceis e que todos gostam. Outras ideia é fazeres com o teu filho bolachas e bolinhos com formas de Natal e depois pôr dentro de latas de feijão e grão cozido recicladas com cartolina ou lã.

Espero ter ajudado um bocadinho :)

Bom fim-de-semana

O meu pensamento viaja disse...

Parece-me muito bem!
Beijo

Beu, a Ruiva. disse...

Amori,

Tabien no me gusta la navidad.
MAs desde que tenho as minhas princesas fui obrigada a gostar.
Fico sempre com a neura quando faço a arvore de natal, mas depois até a gosto de ver pela casa.
Mas o NAtal deixa-me nostalgica porque me lembro de tempos em que fui muito feliz em criança e juno dos meus avós no alentejo.

Hoje em dia o Natal é hipocrisia.
But well ... anyway ... lets cristhmas party, pelos nossos filhos´:)!


Beijo de saudades, querida.

vera ferraz disse...

Eu sempre gostei muito da Natal, e desde que me lembro que faço presentes para oferecer, mas concordo que passei a gostar muito mais depois de nascer o meu pequenito :))
Beijnho e bom fim de semana!!

AvoGI disse...

Já? oquei eu tb já ando a falar de natal, nao consigo deixar de ofertar a quem sempre ofertei
kis :=)

Mona Lisa disse...

Sabes?!

Tenho saudades dos natais da minha infância.

Não havia o consumismo de hoje. Tínhamos apenas um presente no sapatinho, mas muita alegria na ceia e dia de Natal.

Como lembranças(tb não tenho jeitinho)podem-se encher saquinhos (vendem-se nos chineses) com alfazema ou um sabonete. Há saquinhos lindos que podemos enfeitá-los com um laçarote.

Um pouco mais carote(5€), mas quem puder, há os cachecóis da modalfa (uma parte reverte a favor da Fundação do Gil).

Já me alonguei.

Beijinhos

Vecas disse...

Eu gostava de ser bem mais prendada, para poder fazer alguns presentes de Natal, 1º porque acho um máximo certas coisas e 2º porque saem bem mais em conta com esta crise! beijinhos

Marta disse...

Eu comprei umas caixinhas para colocar uns bolinhos de canela que vou fazer mais a minha filha. Ela diverte-se e sempre dá para mimar os que mais gostamos ;)

O meu pensamento viaja disse...

Não há dúvida, o Natal é para as crianças.
Beijo

Paula Nogueira Guerra disse...

Um SELF MADE postal é sempre o que eu faço :D

Vera, a Loira disse...

Esse é que é o espírito.

Fashionista disse...

Eu acho que as crianças merecem! Tenho boas recordações do Natal e quero que eles tenham também!
Há decorações que podem ser feitas em casa com eles e fica barato e divertido!

Vee disse...

Homemade:
Compotas, cachecóis, bolachas, cartões e Natal. Para quem tem jeito para costura (not me) com feltro também se fazem umas coisas rápidas como chinelos, bonecos.
O Natal tradicional é uma coisa que me passa um bocado ao lado, pensei que com uma criança pequena criasse expectativas, mas não. Estou a tentar decidir se vale a pena ir buscar e decorar a árvore mesmo sabendo que vou ter de andar atrás dela (criança) para não destruir nada.