outubro 16, 2014

Há dias assim e outros assim-assim

Hoje a coisa não está fácil. Aqui uma loucura logo pela manhã. Estou louca e cansada, estes dias não têm sido nada fáceis, estar sozinha com duas crianças e uma que ainda não anda tem sido esgotante um bem-haja às mães solteiras e sem ajudas.
Faço-me de forte e tento fazer o melhor que sei e posso. Tenho conseguido fazer tudo, como quero, como planeio para cada dia, sem fugir nada ao meu controlo.
 
Pela primeria vez desde qu tive a Luisinha estou mesmo a ir abaixo, admito (tirando a panca no primeiro e segundo mês dela nascer, aí eram hormonas, agora é stress acumulado).
Hoje só me apetece chorar de exausta. Correu tudo mal de manhã. Atrasámo-nos, zanguei-me com o Manel, a Luísa fez cocó quando íamos a sair e tive de voltar para trás, carregada com 3 lancheiras, um pacote de fraldas, a minha mala, ela e o mano.
Ia atropelando uma maluca na passadeira, que como muitas pessoas atravessou sem olhar e a correr. O carro deslizou que nem manteiga, travei a fundo e andei aos esses, bati num passeio com toda a força, sorte que não ia mais ninguém a passar, não vinham carros de frente, nem atrás, nem estava nenhum carro estacionado... O carro deitou aquele cheiro da embraiagem e bati com força no passeio.
A maluca voltou para trás e pediu desculpas mas, estava atrasada. 
- Ah foi só a jante, disse ela
- Minha senhora, a jante agora não tem importância nenhuma, já viu que apareceu a correr? e se eu lhe tivesse atropelado? se viesse um carro de frente??
- tem razão, tem razão, desculpe, mil desculpas...
E voltou costas, desatou a correr rua abaixo em cima de uns saltos de 10cm!
Só me apetece chorar e desaparecer. Estou triste. Sinto-me infeliz. Sei que é pecado dizer isto com dois filhos saudáveis e lindos que tenho, mas hoje sinto falta de tanto...
Falta de estar com pessoas que gosto. Falta do mimo e do carinho
 
Preciso de ajuda de um médico, psicologo, de uma alternativa, de ir correr e ir com os meus pensamentos, de ter tempo só para mim.
 
Acreditam que até despejar o lixo tem de ser planeado? não o consigo fazer com duas crianças em casa, não as vou deixar sozinhas, nem as consigo levar às duas, mais o lixo e um chapéu de chuva.
 
 
Estou cada vez mais obcecada com as limpezas, não é normal, não é de uma pessoa normal. Admito que preciso de ajuda, a sério. Limpeza sim, mas estou no extremo e não basta dizer ou ouvir que tenho de parar, não consigo.
Há uns que consomem drogas, outros bebem alcool e eu limpo a casa. Podia ser pior, certo? mas limpo de manhã e arrumo, na hora de almoço e quando chego a casa e quando me deito e quando me levanto para ir fazer xixi, arrumo sempre mais uma coisa ou preparo outra e para mim nunca nada está arrumado ou limpo.
Perguntam vocês, mas tens assim tanto para arrumar e limpar? a casa é um palácio ou vivem lá 15 pessoas?? Não, não, não!
Mas para mim há. Há sempre. É o mesmo que dizerem a uma anorética que está magra.
 
Não consigo parar, por isso já não vou almoçar a casa, porque gasto a hora de almoço a aspirar e lavar o chão!!! Agora trago marmita e fico sossegada. Quando não chove, vou andar a pé.
 
 
Hoje o dia não está fácil. Deve ser da falta de sol.
 
 
Estou derreada. Já liguei para a escola para saber do Manel, estou de consciência pesada, sem paciência e exausta.
Ele está bem, eu não. Ele esquceu? espero que sim.
 
Já disse que estou exausta??
Bolas, não sei como com isto tudo, como não estou um pau de virar tripas, ao menos que me desse para perder uns quilinhos. Nem para isso sou boa!! ahhhhhhhhhhhhhhhhh​

9 comentários:

Naná disse...

Minha querida, respira. Amanhã é outro dia. Amanhã vai ser melhor!!!

Eu sei o que custa, eu que é difícil... Mas amanhã vai ser melhor!!!!

Beijocas e um abraço apertado

Urban Cat disse...

Ohhhh Tanita...não te aches anormal por isso amiga. É claro que a vida proporciona-nos fases menos boas e isso terá reflexo nas pessoas que estão à tua volta, inevitavelmente envolve os teus filhos. Quantas vezes não perdi a paciência com a B porque já vinha de cabeça cheia do trabalho...o que temos de fazer depois disso, é ir ter com eles (filhos) e explicar o que se passou. Claro que o Manel já se esqueceu, ele é uma criança e as crianças não guardam rancor dos pais :)
Precisas de te libertar desse stress e porque não uma consulta? É o que tenho feito, mensalmente e está a fazer-me muito bem.
Quanto ao parágrafo final, junta-te ao clube. Eu cá quando ando em baixo como a dobrar...quem me dera que o stress me permitisse emagrecer, a esta altura já era top model.

Um beijinho grande e um abraço apertado.
Força amiga e se precisares desabafar...conta comigo :)

Arco Íris disse...

Minha querida ,nem sei o que hei-de dizer.....
Mas é assim , todos já tivémos esses dias, que tudo de mal acontece.
À noite quando tiver com as crianças vai ver que tudo se acalma, mesmo com as birras deles.
Deixe a casa ....o pó....os vidros....isso agora é tudo irrelevante, procure gerir o tempo pensando só nas crianças e em si.
Claro que não é fácil, talvez uns dias de férias e claro , se fôr preciso uma consulta
Um beijinho grande e espero que tudo volte à normalidade, e se fôr preciso escreva todos os dias , esses episódios de uma Mãe que tem uns filhos lindos.

Mona Lisa disse...

Calma Tanita! Tens que ter força!

Sei que é fácil dizer, mas tenta...primeiro os filhos e tu...deixa a casa...vais arrumando!

Beijinhos e um xi apertadinho.

Dear Daisy disse...

Há dias assim, mas depois o sol volta a brilhar.
Pega lá um grande abracinho!!!
Beijo giganteeee <3 <3

Isabel disse...

beijinhos querida!

Jardim de Chuva Prateada disse...

Não percebi se agora estás sozinha sempre ou se por hoje, quero dizer-te para teres calma acima de tudo. eu sei o que sentes. Eu estou sozinha com 3 filhos há 9 meses e é esgotante, fazer tudo sozinha. Tenho dias assim de extrema infelicidade, mas sei que é pela situação e da incerteza que vivo. nem sei se amanhã terei um teto para viver.
Com o tempo tudo se resolve. Deixa as limpezas exageradas e concentra-te em ti. Os teus filhos precisam de ti.
Quanto ao emagrecer, bem um divórcio é uma forma fantástica de emagrecer sem fazer dieta :) já lá vão muitos quilos, mas ganhei uma pele cheia de acne de tantos nervos.

Força minha linda! Tudo tem remédio, é nisso que tento acreditar quando me apetece desaparecer.

eu disse...

Amiga, tu és de extremos e de facto és muito perfeccionista com as limpezas. Acreditas que sempre que limpo a casa me lembro de ti? Mas eu ~tenho outras paranoias, as limpezas por acaso não. Compreendo que querias ter tudo impecável em casa e no que toca ao planeamento das comidas, roupas, brincadeiras dos filhos, mas tens de respirar fundo. Se fosse a ti ía passear no fim-de-semana mas ficava por casa, não me fazia à estrada para levar malas e tudo, pois no domingo tu é que sofres sozinha. Beijiunho amiga, sabes que estou sempre aqui. E compreendo perfeitamente as paranoias, tu até consegues compreender que é exagerado mas não consegues mudar os comportamentos. Não estás maluca, estás só cansada. Beijinho grande. Eu fico logo um pau de virar tripas com os stresses. Não há hipótese. Beijinho bom e abraço apertado aos manos da prima Maria Francisca. Love. Eu que ando a pensar no segundo fico aterrorizada com a logística...ehehehhe

MMP disse...

Minha querida, não tenho por hábito comentar, mas identifico-em contigo em alguns aspectos. O meu marido normalmente partilha as tarefas comigo mas quando ele não está sinto-me sempre mais ansiosa, são os banhos, os jantares, e tudo com duas crianças (1 e 5 anos) à perna. Também tenho a mania das limpezas e se não estiver tudo limpo e organizado não consigo desligar...
Mas são fases, tudo passa e nós mulheres somos super tudo e tu deves ser mesmo pq com duas crianças e sozinha é duro, é bom ter filhos, são o melhor do mundo, mas o trabalho também é muito.

O meu mais velho tem 5 anos e já é mais ou menos pacifico, apesar de alguma birras, já faz muita coisa sozinho e o mais novo também há de lá chegar e contigo há-de ser igual. Calma e vais ver que amanhã é um novo dia.

Sei o quanto é dificil, mas não penses tanto nas limpezas, faz coisas praticas para jantar (ou compra feito), sopa e papa com fruta e iogurte à noite, de vez quando, não matam ninguem (apesar de nós termos as nossa ideias). Deita-os e deita-te, descansa.

Sei que tudo o que te digo não é novidade, e diz o ditado faz o que eu digo, não faças o que eu faço mas tenta.

Beijocas