novembro 17, 2014

o Sô Doutor

O sô doutor, gerente do banco, que adora fazer visitas inesperadas, na hora de almoço e que vem papar um almocinho à conta do gerente da minha empresa, de fato impecavelmente passado pela 5 à sec e camisa lilás imaculada, com o vinco direitíssimo feito pela sopeira lá de casa, de gravata rosa a fazer pendant, com ar emperuado e crista de galo, vai à casa de banho e deixa a sanita suja, de tampo levantado e esqueceu-se de puxar o autoclismo! com sorte fez umas pinguinhas para o chão.
Ai diz-me como te vestes e mostra-me o que fazes nas coisas mais simples, e eu digo-te como és.

Haja paciência para tanta cangança e nenhuma educação. Civismo, vá!

2 comentários:

Dear Daisy disse...

Ahh ahh ahh!!!
Sô'tores desses não faltam!
Doutores da mula russa, como se diz lá na minha terra!!

Arco-Iris disse...

Querida é o que mais há para aí.
Partem o verniz com muita facilidade.
Beijinhos
:)