março 02, 2015

Bom dia Alegria!

Ando com saudades da família, dos amigos e dos lugares onde cresci. Do cheiro, das cores que fizeram de mim o que hoje sou. 
Ando com saudades de passear pelos lugares de sempre e por estar perto de quem gosto.

Por isso, este fim-de-semana fomos para o lugar de onde sou, recebemos mimos e abraços da família e ainda fui dançar, ouvir uma música e estar em sítios só de crescidos, sem crianças e as obrigações de mãe.

No Domingo de manhã senti-me cansada, ainda mais cansada que nos outros dias, as poucas horas de sono, o cansaço de uma noitada (também não foi assim tão grande - às 3h da manhã estávamos em casa, a comer o meu bolo favorito e a beber chá) à qual já não estou habituada, o cheiro ainda a tabaco no cabelo, deixou-me atordoada quando às 8h tive de me levantar, porque uma bebé pequenina acorda cedo e as obrigações de mãe continuam lá. 

Banhos tomados, boa disposição e rumámos ao mercado, onde se conhecem também os senhores das fruta, o senhor do pão e dos queijos.
Onde se compram vegetais, legumes e frutas dessas mesmas pessoas que se conhece e que se sabe que a produção é deles, saudável e natural. Onde se gasta metade do que num supermercado e onde a qualidade é inquestionável.

 
Vim com o carro cheio de frutas e legumes, de pão e broa fresquinhos, com queijos maravilhosos e ainda peixe para a semana, ovos caseiros (tão grandes que não cabem nas caixas dos que se compram no supermercado), com a barriga cheia de tanto carinho e com as saudades atenuadas, até ao próximo fim-de-semana.
E assim estou pronta para mais uma semana.

E por aí, como foi o vosso fim-de-semana?

4 comentários:

sandra disse...

Mesmo sabendo que as obrigações estão lá e de manhã independente da hora de deitar a mãe tem de estar ativa ,valeu a tua noitada momento só como mulher é tão bom.
No mercado tudo é muito melhor e saudável o cheiro no ar é logo outro que um supermercado nunca terá, faz bem voltar as origens nem que seja por um dia de longe a longe :)
bjinhos

Pecola disse...

Eu tenho saudades da minha terrinha, mas infelizmente de coisas que já não existem, de hábitos que já não são comuns. Tenho pena, mas é natural. E dou por mim a sentir-me mais em casa no norte, na minha própria casa, e às vezes tenho pena.

Princesa Sem Tiara disse...

Esse pão e esse queijo deixam água na boca!

Beijinhooos

http://princesasemtiara.blogs.sapo.pt/

Sónia Miranda disse...

Perco-me com broa ehehe